Autonomia e flexibilidade curricular (acreditado)

  • duração

    10 semanas

  • n.º módulos

    6 módulos

  • horas necessárias

    25 horas

  • acreditação

    Acreditado

  • data de início

    01 de fevereiro

  • valor

    99€

O desenvolvimento de competências

O sucesso escolar traduz-se em aprendizagens efetivas e significativas, com conhecimentos consolidados que são mobilizados em situações concretas que potenciam o desenvolvimento de competências de nível elevado.

A diferenciação pedagógica e a intervenção precoce, o trabalho colaborativo ou em grupo com vista à promoção da articulação entre áreas disciplinares, valorizando o intercâmbio de saberes e experiências, são medidas que promovem o sucesso escolar e devem constar dos planos de ação estratégica das escolas.

Datas disponíveis

  • 01.02.2020

Objetivos

• Refletir sobre a flexibilização curricular como alicerce para o desenvolvimento das
Aprendizagens Essenciais, em articulação com o Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade
Obrigatória.
• Promover o trabalho docente sustentado em práticas colaborativas, designadamente
através da constituição de equipas pedagógicas.
• Promover a implementação de práticas pedagógicas, com os alunos, promotoras da
qualidade do sucesso escolar, recorrendo a metodologias ativas de aprendizagem.
• Diversificar a adequar práticas de avaliação das aprendizagens.
• Partilhar práticas relevantes no âmbito do Projeto de Autonomia e Flexibilidade Curricular.

Programa

Módulo 1Apresentação
  • Apresentação do Curso
Módulo 2Projeto de Autonomia e Flexibilidade Curricular
  • Autonomia e Flexibilidade Curricular. O quê? Para quê?
  • O que são os DAC?
  • O que está a mudar nas escolas?
  • O que devem valorizar as práticas pedagógicas?
  • Como se processa a avaliação das aprendizagens?
  • O essencial da Educação para a Cidadania
Módulo 3Organização das situações de trabalho
  • Metodologia de projeto
  • Espaços de aprendizagem
  • Trabalho de grupo
  • Articulação curricular e interdisciplinaridade
  • Sala de aula invertida
  • Ambientes educativos inovadores
Módulo 4Avaliação das aprendizagens
  • Função reguladora e formadora da avaliação
  • Modalidades de avaliação
  • Diversificar a avaliação: instrumentos e estratégias
  • Portefólio
Módulo 5Testemunhos e boas práticas
  • Agrupamento de escolas Professor Óscar Lopes
  • Agrupamento de escolas de Aveiro
  • Agrupamento de escolas de Colmeias, Leiria
  • Projeto Piloto de Inovação Pedagógica (PIPP)
  • "Horizonte 2020" - Projeto Educativo dos Jesuítas da Catalunha
  • O exemplo da Escola da Ponte
Módulo 6Módulo Final
  • Avaliação Final

Destinatários

Educadores de infância; Professores do ensino básico e secundário de qualquer grupo de recrutamento.

Requisitos de Avaliação

A avaliação centrar-se-á na participação, no trabalho e na evolução dos/as formandos/as. Serão consideradas a participação no fórum, nas sessões assíncronas e síncronas, e a execução das tarefas propostas, incluindo questionários de avaliação e relatório crítico. Será também avaliada a qualidade e a pertinência da participação dos formandos em fóruns sobre os diversos temas.

Os formandos deverão ainda apresentar um relatório final elaborado com base as instruções do formador. A avaliação decorrerá em conformidade com o Regime Jurídico da Formação Contínua, bem como pela Carta Circular CCPFC-3-2007.

Modalidade

A formação realizar-se-á em regime de e-learning, com sessões de trabalho síncronas (por videoconferência) e assíncronas.

Em cada módulo, serão disponibilizados vídeos, documentação, links e bibliografia que permitirão aos formandos aprofundar o seu conhecimento sobre os temas.

As propostas de atividade de cada sessão promoverão o desenvolvimento de trabalho individual e/ou em grupo, nomeadamente através de exercícios interativos e sugestões de reflexão, a desenvolver no fórum, sobre as temáticas em causa. Será privilegiada a aplicação e a reflexão sobre a prática, numa ligação estreita com os contextos e as vivências profissionais dos formandos. As sessões incluirão, ainda, momentos e espaços de partilha de experiências e de discussão, através de fóruns online. O/A formador/a terá um papel facilitador, promovendo a reflexão sobre os temas questões de ordem teórica e prática a trabalhar em cada sessão. O acompanhamento, esclarecimento de dúvidas e apoio às atividades de aprendizagem far-se-á através de fóruns de discussão, chat e/ou correio eletrónico.

Acreditação

Desenvolvemos ações de formação acreditadas para efeitos de progressão na carreira docente, em colaboração com as nossas entidades parceiras.

Autores e Formadores

Ariana Cosme
Autor
Ariana Cosme

Doutorada em Ciências da Educação pela Universidade do Porto, é professora na Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação na mesma Universidade onde coordena mestrados, cursos de pós-graduação e formação contínua de professores e integra a coordenação do Observatório de Vida nas Escolas e do Programa de Mentoria.
É perita externa em escolas TEIP, avaliadora da IGEC na Avaliação Externa de Agrupamentos de Escolas e consultora do Ministério da Educação para o Projeto de Autonomia e Flexibilidade Curricular.
Autora de diversos livros e artigos, entre os quais “Autonomia e Flexibilidade Curricular – Propostas e Estratégias de Ação”, publicado pela Porto Editora, é associada do Movimento da Escola Moderna Portuguesa.

Cursos